segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

O Natal e seus presépios



O Natal é um momento do ano no qual muitas coisas importantes são lembradas e reforçadas, como o amor da família, a generosidade, a nobreza da simplicidade, o sorriso de uma criança. Vindo pra cá eu entendi melhor o porquê do natal ser comemorado nesta época do ano e penso que a força desta manifestação esteja próprio nesta vontade de trazer mais luz e conforto espiritual em um período em que as noites são muito longas, faz muito frio, as pessoas estão mais introspectivas, dentro de casa e dentro de si mesmas, olham ao seu redor e se perguntam o que é que realmente vale a pena conquistar nessa vida. Além das crenças religiosas que muitas vezes mais dividem as pessoas do que unem, o espírito do Natal comemora o início de uma vida vivida em um modo muito especial, de alguém que entendeu de verdade os limites físicos e psicológicos do ser humano, suas fraquezas e potencialidades, e, sobretudo, a importância do amor para conviver superando as imperfeições da nossa natureza. Quando acendemos uma luzinha que brilha na noite escura estamos dizendo que no fundo sabemos que somos crianças diante dos grandes mestres e que nós queremos , sempre, ser encorajados no nosso caminhar, queremos que alguém nos segure pela mão e não nos deixe desistir.

Refletindo sobre essas coisas, fui visitar um lugar que acho muito especial, onde viveu São Francisco que entendeu e praticou de forma muito bela e poética a mensagem de Jesus, e que no início do século XIII teve a ideia de fazer o primeiro presépio. A partir de então virou uma tradição presente em todo o mundo, e em cada lugar vem expressa de um modo bem particular. Coloquei aqui algumas imagens desta exposição e através delas quero desejar a todos os leitores e amigos um Feliz Natal e um 2010 pleno de paz, amor, descobertas e realizações!

Um grande abraço!

Angola. Folhas de bananeira.



Zimbabwe. Lata.


Polônia. Papel cartão e papel alumínio.


Etiópia. Pintura sobre pele de cabra.


México. Pasta de sal.


USA. Resina.


Basilicata-Itália. Materiais diversos.

5 comentários:

  1. Oi Mariangela,

    Super bacana este seu trabalho.Belíssimo,gostoso de contemplar.E São Francisco de Assis o homem santo cujo coração se fez em presépio de humildade e luz.

    À você que me lê com o coração,

    Suspiro pelo ano que se encerra e nos permite tempo de pausa para reflexão.
    Durante um tempo longo fui sentindo,sentindo... as vibrações que circulavam ,claras e obscuras,
    rápidas demais,fortes e frágeis,distintas e misteriosas,espertas e inocentes,confiantes e assustadoras,enfim
    carreguei por todos os lugares um texto ,um amarrado de palavras que a cada noite se desvanecia,depois se encorpava,até que finalmente em uma tarde
    se fez nascer ..."ANTES de TUDO".Senti alívio e o contemplei prosa a se dizer poema com olhos amorosos de mãe quando vê seu filhinho pela primeira vez.
    Agora este texto é seu,meu presente de Natal,leia sem pressa,o examine lentamente,deixe-se ser tocada por êle.
    Envolva-se com a sinceridade transparente com que o escrevi, com a delicadeza,com o tom suave e meditativo.
    Compreenda o amor e a dor do texto,o luto e o nascimento ,a coragem a clamar por bravura,a solenidade,o consolo,a humanidade em nós semelhantes.
    "Antes de Tudo"...postei no www.cristinasiqueira.blogspot.com

    Feliz Natal

    Cris

    ResponderExcluir
  2. Mariangela, que lindo post! Cada presépio mais lindo que o outro...o mexicano, por seu colorido, me encantou!
    Que a paz esteja entre nós e a alegria do natal presente em todo 2010!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  3. Ai Mariangela, que lindo !!!

    Não há como decidir qual o mais bonito, adorei o da Etiópia, e o da Itália. Adoraria ter um deste de resina dos EUA aqui na minha casa...
    O do México chamou muito a atenção pelo colorido (adorei).

    Abraços e Feliz Natal para você e sua família.

    ResponderExcluir
  4. O troar do trovão, esta incessante chuva
    As estrelas choram todas as mágoas na terra
    Onde param os Anjos, porque não nos acodem os Santos
    O mal e o bem porfiam esta eterna guerra

    As casas do sul ruiram todas
    Tal como a esperança desesperada
    Toquei no rosto de uma criança triste
    Senti uma paz surgir do nada


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Meu nome é Juliana, sou brasileira e atualmente resido na Itália.
    Estou realizando uma pesquisa sobre "blogs de brasileiros descendentes de italianos que moram na Itália". Sou mestranda em Letras, Cultura e Regionalidade pela Universidade de Caxias do Sul-RS.
    Vc é descendente de italianos? Conhece outros brasileiros descendentes que têm blogs?
    Gostaria de pedir autorização para utilizar o conteúdo do seu blog para os meus estudos e, logo mais, gostaria também que respondesse a um questinário.
    Por favor, me contate através do email netnografia@hotmail.com, ok?
    Obrigada pela colaboração!

    ResponderExcluir